You are currently browsing the monthly archive for junho 2007.

Quisera eu um dia parar de reclamar e resolver tudo.
Pegue o jornal de hoje e vamos espremer pra ver se sai sangue.
Sangue é o que mais vemos…não, não, tem mais…não somente sangue…há também uma queda suicida de valores.
Como gostar de um país onde o que passa na tv não é nada politicamente correto e ainda arranjam desculpas pra sê-lo, mesmo assim?
Ensinar o que é errado não é difícil.
Difícil é fazer as pessoas compreender o que é o errado e também o que é o certo. E não basta somente compreender, porque as pessoas vivem de presentes, de compensações.
Desde crianças que odiamos testes, trabalhos e provas…mas quando se tem uma compensação (vai somar mais 3 pontos à sua nota), aí sim, fazemos com gosto.
São tantos roubos, mortes, assaltos, sequestros, desvio de dinheiro, aumento de imposto…
…são tantos safados, infiéis, invejosos, assoberbados…
…está na hora de dar um basta nisso tudo.
Está na hora de pensar em COMO dar um basta nisso tudo.
Na verdade, o que incomoda não é o grito dos maus, dos fortes…e sim dos bons e evidentemente fracos.
Não, não…sou um grande hipócrita incomodado…bonzinho e calado, fraquinho e covarde.
Não fiz nada.
E você? Pronto pra pensar?
Rasgue o mal pela raiz de onde ele vier.
Creia, viva, ajude, ame…o principal, AME, pois quem ama de verdade é porque tem maduro seu sentimento.
Sentimento que tá faltando às pessoas.
Pare já.
Mude mundo.

Ao som de Jay Vaquer – Tão São