Entristece-me o que o orgulho e a vergonha faz com as pessoas.
Entristece-me saber, que temos que atropelar a vergonha e o orgulho para poder, enfim, amar verdadeiramente.
Entristece-me descobrir que em algumas pessoas, a vergonha e o orgulho é mais forte que o amar.
Entristece-me descobrir, que as pessoas têm mais medo de perder do que vontade de ganhar.
Entristece-me começar tudo novamente.
Entristece-me, mas não me deixa inerte.
Pois me faz feliz descobrir que os amigos estarão sempre lá para nós.
Alegra-me saber, que posso ser tudo que não me entristece, pois descobri e vivi estes exemplos, e me fiz melhor, me lapidei, amadureci.
Alegra-me que todos me conheçam como sou, e não como dizem.
Alegra-me estar do lado da verdade, e não da calúnia.
Alegra-me ser eu, alegre, extrovertido, carinhoso, verdadeiro…e honesto.
Alegra-me não querer ser inesquecível, mesmo quando isso é inevitável.
Logo, alegro-me, e continuo girando com o mundo…sabendo que a única pessoa que pode realmente me entristecer, sou eu…mas só se eu fosse capaz de mentir pra mim mesmo.
Pois quem mente pra si, vive na ilusão, mas quem sente sem medo, sente o que é sincero.
Alegria, tristeza.
O que importa é viver.
E, enfim, ser feliz.

Anúncios