Ele procura, ela olha. Ele vê, ela retorna.
É simples descobrir uma vontade quando se continua em um comportamento. Repete aquele comportamento, até se ligar que tem certeza de que foi aquilo mesmo que fez, de querer saber porquê fez, mas parar por aí, querendo que o outro faça e ao mesmo tempo não podendo deixar que o faça.

Torce pra ele não fazer, mas torce pra ele também fazer. A negativa é porque não pode. A positiva é porque no fundo quer. Ele faz, e agora!? O que fazer? Esquecer? Fingir que não viu? Dar espaço? Esnobar? Esquecer o que conquistou e se jogar naquilo que lá no fundo é o que você quer que aconteça? E quer porque simplesmente você pensa que quer, e age como se pudesse querer? Porque, sem sombras de dúvidas, há uma força que te puxa através daquilo, pra dentro daquele lá?
Por quê?

Porque tudo tem seu tempo. E quando encontramos o tempo certo pra fazê-lo, fazemos..mesmo que demore muito ou nada, fazemos porque desejamos fazê-lo.
Porque no fundo, sabemos o nosso tempo. E mesmo que no fim não ganhemos, talvez tenha sido por milésimos de segundos…que sempre farão a diferença.
E aí? Acertei no meu tempo?

Anúncios