You are currently browsing the monthly archive for maio 2008.

Projetar-se em nuvens
Nublar-se no prazer
Mandriar por frivolidades
Separar-se com mil hífens
Cada qual aprender a ser

Para no futuro acomodar
Talvez já, não permanecer
Ao divagar no precioso
Formoso, caloroso, ditoso
Concluir-se ao ascender

Estímulo que não vem
Barulho ensurdecedor
Como o tiquetaquear
Ou estar um pouco aquém
Venha logo, por favor!

Siga firme ao meu lado
Fraternal, paternal, trivial, excepcional, descomunal
Estais aqui? Não enxerguei
Pois vi, senti, ouvi, sucumbi
E descobri: estagnei no maternal.

Anúncios